0

Campanha:

Jejum pela Paz

O professor e escritor Mário Sanchez propõe, desde o fim da década de 70,  reunião em pensamento nos dias 12 e 28 de cada mês, em uníssono, a todos os homens e mulheres para cumprir juntos, onde quer que estejam, um jejum pela paz. Ao decorrer de todos esses anos já houveram um grande número de adesões. Venha se unir a nós também! 


 

1. Como Proceder:
a) No dia anterior - PREPARO - comer só alimentos leves (frutas, legumes, verduras).
b) No dia do jejum (12 e 28) - tomar somente ÁGUA - não suspender nenhuma atividade normal. Em cada horário de refeição, ao levantar e ao deitar, recolher-se por cinco minutos em silêncio e fazer a emissão de pensamento pela paz, mais ou menos nestes termos:
Ó Grande Força que comanda o Universo! 
Unido com todos os seres de boa vontade, sinceramente empenhado em conseguir a paz para todos, deponho hoje o meu alimento em favor daqueles que sofrem fome, perseguição, opressão e incertezas.
Que o nosso desejo se integre em Vossos desígnios para minorar a dor no mundo, na grande crise dos anos vindouros, e que nossos filhos consigam alcançar a harmonia e a paz.
c) No dia seguinte, para evitar choques alimentares, repetir as refeições leves de água, frutas, verduras e legumes do dia anterior ao jejum.

 

 

2. O que vamos conseguir:
a) Para quem jejua - SAÚDE (o jejum é processo para curar doenças, deixando que o corpo elimine muitos venenos alimentares); HARMONIA (a mentalização nos irmana com todos); ECONOMIA (são dois dias por mês que nos libertamos da escravidão da gula e nada nos custa); REFORÇO DA VONTADE (provamos a nós mesmos que mandamos nos nossos hábitos e dominamos o nosso corpo); SUCESSO NOS TRABALHOS (estaremos de agora em diante protegidos pela Grande Força Universal, com a qual entramos em profundo contato através do jejum).
b) Para nossos familiares - mais harmonia, felicidade, compreensão.
c) Para o Brasil - soluções pacíficas internas e externas, crescimento harmônico rumo aos seus destinos, sobrevivência às crises.
d) Para os agressores - volta à consciência do bom senso, maior propensão para a paz, dificuldades cada vez maiores para manter conflitos ou derrota fragorosa.

 

 

3. Solicitamos divulgar esta campanha:
a) A você que recebeu esta carta, pedimos comunicar a seus amigos o teor de nossa campanha.
b) Se possível, confirme-nos sua participação no jejuns pela paz, mediante remessa dos dados do cupom abaixo, preenchendo-o, para que saibamos quantos somos.

Para confirmar a sua participação e receber mais materiais gratuitos sobre como se preparar se inscreva abaixo:

 Inscrição e adesão à Campanha Jejum pela Paz! 

Para mais informações:

 

  • Facebook
  • Instagram

Se cadastre para ver as matérias do nosso blog e os lançamentos dos livros!

 

Saiba mais informações sobre a política da nossa loja online:

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon